ParanáCine

Segunda-Feira, 17 de outubro de 2011.

Cinemateca apresenta mostra de produções amazônicas

imagem do filme "Os comparsas"

A Cinemateca de Curitiba e a Associação Paraense de Jovens Críticos de Cinema (APJCC) promovem nos dias 29 e 30 de outubro (sábado e domingo) uma ação arte-educativa de cunho cineclubista na cidade de Curitiba, Paraná. O projeto de intercâmbio cultural visa à troca de olhares e experiências na fruição crítica de obras cinematográficas através da Mostra de Cinema Paraense, na qual diversas produções amazônicas serão exibidas e debatidas.

Além de viabilizar o acesso democrático a um capítulo importante e ignorado do audiovisual artístico nacional, a atividade permite o aprofundamento crítico e reflexivo sobre as funções estéticas e políticas da prática cineclubista. O movimento cineclubista brasileiro é um dos mais expressivos dentro do contexto internacional, seja através das políticas públicas de incentivo e da histórica militância da crítica independente.


Entretanto, o problema de comunicação e integração destas práticas é patente, espelho de uma "cultura nacional" centralizada, que desconhece a dimensão da cena no país. Pequenas iniciativas, como o intercâmbio firmado entre APJCC e a Cinemateca, mostram que a possibilidade de trocas de perspectivas é simples e imprescindível para o fortalecimento do cinema e do cineclubismo brasileiro.

Mostra de Cinema Paraense
Curadoria: Miguel Haoni e Cauby Monteiro (Associação Paraense de Jovens Críticos de Cinema)

Período: 29 e 30 de outubro (sábado e domingo)
Às 18 e 20 horas
Local: Cinemateca de Curitiba
Rua Carlos Cavalcanti, 1174 - São Francisco
ENTRADA FRANCA

Informações: (41) 3321-3252 - (41) 3321-3270
Realização: Cinemateca de Curitiba e APJCC
Apoio: Centro Acadêmico Zé do Caixão


A mostra oferece, em três sessões, uma fatia do que de mais interessante se produziu no Estado do Pará nos últimos anos em matéria de cinema.

Programção
Dia 29/10 (sábado):
às 18 horas

Palestra: Cinema e cineclubismo na Amazônia: desafios e perspectivas

às 20 horas
Exibição seguida de debate dos curtas:

1 "Açaí com Jabá", de Alan Rodrigues, Marcos Daibes e Walério Duarte (13 min)
Um duelo entre um paraense e um turista para ver quem consegue tomar mais açaí com jabá. Baseado nesse costume do homem da Amazônia.

2 "Puzzle, de Marcelo Marat (12 min.)

Vídeo baseado no livro de contos do ator, diretor de teatro e escritor Saulo Sisnando. A idéia da adaptação veio de Brenda Oliveira, atriz de Conto de Sangue, outra produção da Abuso. No projeto original seriam feitos quatro vídeos, mas os inevitáveis problemas durante a produção iniciada em outubro de 2009) me fizeram mudar para um só, com inspiração óbvia nos filmes de David Lynch.

3 "Quero Ser Anjo", de Marta Nassar: (14 min.)
O filme conta a história de desejo, traição e revolta, tendo como pano de fundo a procissão do Círio de Nazaré, em Belém do Pará, uma das maiores festas religiosas do Brasil e do mundo.


4 "Os Comparsas", de Marcio Barradas (16 min.)
O cineasta alemão Fritz Lang apresentou, no conjunto de sua obra, uma idéia particular: em determinado momento a realidade sempre consegue ser pior que o pior dos pesadelos. Ele também dizia que num mundo sem Deus, a única forma de atingir o cognitivo das platéias era através da dor física. E esta era sempre resultado da violência.
Inspirado pelos mesmos princípios, o cineasta paraense Marcio Barradas destila este "Os Comparsas", mais novo capítulo de seu "Ciclo mosqueirense", também composto por "A Poeta da Praia", "O Mastro de São Caralho" e "O Filho de Xangô".

Adaptado da história em quadrinhos do alemão Matthias Schultheiss (que por sua vez é a releitura do conto "Os Assassinos" do também alemão Charles Bukowski), "Os Comparsas" encontra suas raízes germânicas ao compor sua plasticidade sobre o conflito luz x sombra, tão caro à vanguarda expressionista dos anos 20.
O protagonista Pedro, por exemplo (interpretado pelo econômico e expressivo Solano Costa), atua como um oficial reformado da República de Weimar. Apesar do deslocamento descompassado, nunca senta de costas para a porta, nem deixa uma dama acender o próprio cigarro em público.
A gratuidade da violência, um dos aspectos mais reais da condição humana, surge no filme como o cruzamento estéril do humor negro na arte exploitation e a vulgaridade das páginas policiais. Tudo alinhado sob o rigoroso olhar da câmera.

Os planos fixos e os cortes rápidos dão a sensação de correr com os olhos as amareladas folhas dos quadrinhos pulp, nos quais o filme se inspira.
Apesar do realizador conduzir praticamente sozinho todo o processo com uma criatividade gritada, o resultado é de um distanciamento claustrofóbico. "Os Comparsas" é um mergulho gelado no mar de sangue, um idílico passeio no inferno.
Na última parte do filme, desenrola-se um tour de force entre a selvageria do crime e a plácida indiferença da casa – esta, um dos principais personagens da narrativa. Aqui os inserts tão comuns no cinema de Barradas atingem um paroxismo quase eisensteiniano: cinema como resultado criativo do choque de imagens.

Marcio Barradas, neste "Os Comparsas", mais uma vez nos relembra o óbvio: na pequena ou grande produção, o cinema só existe quando dá forma a uma visão forte. Fugindo da tecnocracia e do acanhamento, Barradas ousa interessar-se pelo cinema. Por mais absurdo que isso seja.

5 "Matinta", de Fernando Segtowick (20 min.)
Quem é daqui do mato, tem que ter muito cuidado com o encantado, quem quer ter paz na vida, não se mete com Matinta, mesmo na morte a bicha é perigosa, se responder o chamado dela não tem reza que dê jeito, tá com fardo de virar MATINTA.


Dia 30/10 (domingo):
às 18h00

Exibição do longa "À Margem do Xingu- Vozes Não consideradas" de Damiá Puig (90 min.) seguido de debate.
Em viagem pelo rio Xingu encontramos inúmeras pessoas, moradores de toda uma vida, que serão atingidos pela possível construção da hidrelétrica de Belo Monte. Relatos de ribeirinhos, indígenas, agricultores, habitantes da região de Altamira na Amazônia, assim como especialistas da área compõem parte deste complexo quebra-cabeça. São reflexões sobre o passado obscuro deste polêmico projeto e que elucidam o futuro incerto da região e destas pessoas às margens do Xingu.

Documentário que trata do projeto de construção da Usina Hidroeletrica de Belo Monte que causará grande impacto ambiental destruindo locais de cultura ancestral indígena e dizimando povos tradicionais provocando um grande desequilibrio ambiental de proporções incalculáveis e irreparáveis.
às 20h00

Exibição seguida de debate dos filmes:

1 "Kronos" de Rodolfo Mendonça (2 min.)
Kronos é o Deus-Titã que, assim como o tempo, devora os seus filhos.


2 "Brega S/A", de Gustavo Godinho e Vlad Cunha (113 min.)
Gravado entre os anos de 2006 e 2009, o documentário Brega S/A fala sobre a cena tecnobrega de Belém do Pará. Feito por artistas pobres, gravado em estúdios de fundo de quintal e com relações profundas com a pirataria e a informalidade, o tecnobrega é a trilha sonora da periferia da cidade, uma espécie de adaptação digital da música romântica dos anos 70 e 80.
No filme, vemos qual a relação entre o tecnobrega e a popularização da tecnologia a partir do final da década de 90, bem como a maneira como esse estilo musical se associou à pirataria para criar uma rede de distribuição alternativa ao modelo proposto pelas grandes gravadoras.

Entre os principais personagens estão o MC de tecnobrega Marcos Maderito, o "Garoto Alucinado"; DJ Maluquinho, uma espécie de Iggy Pop brega da periferia de Belém; e os DJs Dinho, Ellysson e Juninho, ídolos das aparelhagens, enormes sistemas de som que realizam festas itinerantes pelos bairros mais pobres da cidade.


"Dona Helena" e "Miró: preto, pobre, poeta, periférico" no cineclube Ahoramágica

Quinta-Feira, 27 de outubro de 2011.

O cineclube Ahoramágica e o Tela da Vila apresentam neste domingo, dia 30 de outubro, às 17:00hs:

 

Curtas Curitibanos são selecionados para o 5° Arraial CineFest

Quarta-Feira, 26 de outubro de 2011.

A Grafo Audiovisual teve quatro curtas selecionados para o Arraial Cine Fest 5ª Edição realizado em Porto Seguro, Bahia. O festival irá acontecer de 25 de novembro a 8 de dezembro. Entre os escolhidos estão:

 

NÓIA - Festival de Cinema Universitário divulga lista de selecionados

Quarta-Feira, 26 de outubro de 2011.

O Festival NÓIA selecionou dezenove curtas-metragens que comporão a Mostra Nacional Competitiva de Cinema deste ano. O Paraná se destaca com cinco curtas selecionados.

 

O diretor Paulo Biscaia Filho promove palestra sobre cinema trash e exibe seus filmes na Cinemateca

Segunda-Feira, 24 de outubro de 2011.

No dia em que é comemorado o Halloween, o diretor paranaense Paulo Biscaia Filho realiza uma palestra em que discorre sobre a história e estética do cinema trash. Esta forma de se fazer filmes é bastante praticada em todo o mundo e revelou nomes que hoje são alguns dos maiores cineastas da atualidade, como Peter Jackson e Sam Raimi. A palestra será realizada em 31 de outubro (segunda-feira) às 20 horas na Cinemateca de Curitiba.

 

Cinemateca comemora o Dia Internacional da Animação com programação especial

Segunda-Feira, 24 de outubro de 2011.

Dia 28 de outubro é o D.I.A. - Dia Internacional da Animação. Para comemorar esta data a Cinemateca de Curitiba apresenta a Mostra de Curtas de Animação com seções Infantil, Especial (para deficientes visuais e auditivos) e Internacional.

 

Dois longas paranaenses foram selecionados para o 7º FestCine Goiânia 2011

Quinta-Feira, 20 de outubro de 2011.

Os longas selecionados são Circular de Adriano Esturilho, Aly Muriiba, Bruno de Oliveira, Diego Florentino e Fábio Allon eIván, De volta ao Passado de Guto Pasko.

 

MOSTRA CINEMA E SUAS LINGUAGENS - CINEMA E JUVENTUDE, na Cinemateca

Quarta-Feira, 19 de outubro de 2011.

Confira a programação:

 

Seminário Políticas Públicas e Leis de Incentivo, na Cinemateca de Curitiba

Quarta-Feira, 19 de outubro de 2011.

Confira a programação:

 

O filme “Geada Negra” encerra temporada no CineSesc

Terça-Feira, 18 de outubro de 2011.

Nesta semana, a rede Sesc do Paraná realiza a última sessão do filme paranaense "Geada Negra", do diretor Adriano Justino. A exibição, que faz parte do programa CineSesc, será realizada na quarta-feira, 19 de outubro, às 19h30, com entrada franca.

 

Estão abertas as inscrições de público para a II Mostra Animal

Segunda-Feira, 17 de outubro de 2011.

O cinema sempre trouxe questões surpreendentes em suas abordagens. E não será diferente na II Mostra Internacional de Cinema Pelos Animais. Durante dois dias, a realidade e os diversos ângulos da complexa relação entre seres humanos e outros animais será abordada através de filmes e documentários.

 

Cinemateca apresenta mostra de produções amazônicas

Segunda-Feira, 17 de outubro de 2011.

A Cinemateca de Curitiba e a Associação Paraense de Jovens Críticos de Cinema (APJCC) promovem nos dias 29 e 30 de outubro (sábado e domingo) uma ação arte-educativa de cunho cineclubista na cidade de Curitiba, Paraná. O projeto de intercâmbio cultural visa à troca de olhares e experiências na fruição crítica de obras cinematográficas através da Mostra de Cinema Paraense, na qual diversas produções amazônicas serão exibidas e debatidas.

 

O filme “Nervo Craniano Zero” tem primeiro teaser trailer lançado na internet

Segunda-Feira, 17 de outubro de 2011.

Nesta semana, a Vigor Mortis colocou no ar o primeiro teaser trailer de seu segundo longa-metragem, "Nervo Craniano Zero", que está disponível para exibição no endereço http://www.vigormortis.com.br/home/Home/Entries/2011/10/12_NERVO_CRANIANO_ZERO_-_primeiro_teaser_ONLINE!!!!.html

 

MOSTRA DE CINEMA JAPONÊS: FILME POPULAR JAPONÊS

Quinta-Feira, 06 de outubro de 2011.

Confira a programação:

 

"A fábrica" é premiado no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

Terça-Feira, 04 de outubro de 2011.

O curta-metragem "A fábrica" do direitor Aly Muritiba arrebatou três prêmios no Fastival de Brasília: melhor filme de curta-metragem (pelo juri popular), melhor atriz e melhor roteiro. Na mostra competitiva também estava concorrendo o documentário do diretor curitibano Rafael Urban "Ovos de dinossauro na sala de estar".

 

13 filmes são premiados no festival Curta 8, em Curitiba

Terça-Feira, 04 de outubro de 2011.

No último domingo, 02 de outubro, encerrou-se a sétima edição do festival Curta 8, único evento da América Latina dedicado ao formato cinematográfico Super 8. A entrega dos prêmios foi realizada no Teatro da Caixa Cultural, em Curitiba, que sediou o evento desde sua abertura, em 29 de setembro, quinta-feira.

 

Mostra de Cinema Japonês: Especial diretor Yasuzo Masumura

Terça-Feira, 04 de outubro de 2011.

Evento realizado na Cinemateca de Curitiba em parceria com o Consulado Geral do Japão. Filmes na versão original em japonês, com legendas em português.Confira a programação:

 

Mostravídeo Itaú Cultural - Sessão Portfólio: Arthur Tuoto

Segunda-Feira, 03 de outubro de 2011.

A Mostravídeo Itaú Cultural, que em sua presente edição acontece em Curitiba e Belo Horizonte, nesse mês de outubro apresenta em uma de suas sessões um programa dedicado ao videoartista curitibano Arthur Tuoto. Com curadoria de Andre Costa, a sessão apresenta um total de 11 trabalhos, produzidos entre 2007 e 2011, e acontece no Sesc Paço da Liberdade, em Curitiba/PR.

 

03/10 Filme, História e Pensamento, na Cinemateca de Curitiba

Sábado, 01 de outubro de 2011.

Serviço:

 

04/10 Teste de audiência, no Teatro da Caixa

Sábado, 01 de outubro de 2011.

Mais informações em http://www.testedeaudiencia.com.br/