ParanáCine

TÍTULO

Curitiba zero grau

DIREÇÃO

Eloi Pires Ferreira

______________________________

Longa-Metragem (105`)
Ficção

Curitiba, 2010

Curitiba Zero Grau conta, em quatro blocos distintos, a história de quatro homens que não se conhecem, mas que de uma forma sutil acabam interagindo entre si, tendo como palco a cidade de Curitiba, durante uma semana de inverno, extremamente fria.

As quatro histórias acontecem ao mesmo tempo, mas são contadas separadamente, sendo que cada história é narrada pelo protagonista do bloco seguinte. Jaime, Márcio, Ramos e Tião são quatro trabalhadores que travam diariamente a luta pela sobrevivência, cada qual em sua esfera social, cada qual influenciado pelo meio em que vive.

Jaime é sócio de uma revendedora de carros que, após uma tentativa de lucro fácil, acaba caindo nas malhas da lei. Jaime não apenas vê a sua liberdade ameaçada por conta do deslize, mas também o patamar de valores que sempre procurou transmitir para a família. Para sair da encrenca, terá que pagar uma enorme quantia em dinheiro para um policial corrupto. Jaime está encurralado, porque seja qual for a sua decisão, ela afetará de forma muito séria a sua vida.

Márcio é motoboy, um "cavaleiro do asfalto", que cruza as ruas e avenidas de Curitiba sempre correndo contra o tempo, pressionado pelo trabalho e vendo a cidade passar em ritmo acelerado através do visor de seu capacete. A verdadeira guinada na vida de Márcio acontece quando uma discussão de trânsito termina em tragédia, onde um espectador inocente perde a vida por estar no fogo cruzado. Perseguido pelo sentimento de culpa, Márcio tem que encontrar a paz dentro de si mesmo, ou será consumido pelo remorso.

Ramos é motorista de ônibus e leva uma vida monótona, até que, em meio ao intenso frio, uma família em busca de um parente perdido cruza o seu caminho. O encontro de Ramos com essa família desperta sentimentos de solidariedade, embora logo Ramos perceba que o seu envolvimento pode ter sido um ímpeto, e que só boa vontade pode não bastar.
Tião é catador de papel, homem simples mas dedicado à mulher e aos filhos, que luta para um dia tirá-los da miséria em que se encontram. Puxando seu carrinho em ritmo lento e incerto, Tião sabe muito bem o que é caminhar sobre o fio da navalha. Cada dia representa um novo desafio, uma etapa a ser vencida, uma batalha contínua contra a fome, o que deixa pouco espaço para sonhos e lança uma sombra sobre a esperança de dias melhores. Certo dia, movido pelo desespero, Tião se desvia do caminho que sempre trilhou para flertar perigosamente com a criminalidade. Mas ele ainda tem tempo de acordar.

Cada uma das quatro histórias fala sobre como nossas ações interferem, direta ou indiretamente, na vida do outro, muitas vezes sem que sequer percebamos.

Ficha Técnica
Diretor Eloi Pires Ferreira
Roteiro Altenir Silva, Érico Beduschi e Elói Pires Ferreira
Empresa Produtora Tigre Produções Cinematográficas
Produção Salete Machado e Talício Sirino
Produção Associada Marcos Cordiolli e J. Olímpio
Fotografia Celso Kava Filho
Montagem Fernando Severo
Música Xenon Pinheiro
Elenco Jackson Antunes, Edson Rocha, Diegho Kozievitch, Lori Santos, Assis Ricardo, Enéas Lour, Rodrigo Ferrarini, Kátia Drumond, Stéphany Mattanó, Uyara Torrente, Olga Nenevê, Verônica Rodrigues, Camila Hubner, Emílio Pitta, Rosana Stavis, Francisco Portella, Leandro Daniel Colombo, Julio Fernandes, Ulisses Iaroschiski e Marcelo Toschio Apresentando João Daniel Moreira

Filmes
Trailers
Making of
Notícias

Breve histórico do cinema paranaense
Pioneiros do cinema paranaense
Produtoras
Publicações

Cadastre-se
Fale Conosco